Aqui você encontra um Guia Completo que a Gio preparou sobre Depilação a Laser para tirar todas as suas dúvidas!

Há anos, homens e mulheres lutam para se livrar dos pelos indesejáveis espalhados pelo corpo. Métodos de depilação à cera dolorosos que encravam os pelos; lâminas que irritam a pele, engrossam os pelos e aceleram o seu crescimento; cremes de odor desagradável, pinças, linha, entre outros procedimentos, prometem a eliminação completa dos pelos, mas deixam a desejar. Basta! Acabe com esse sofrimento de uma vez com a depilação a laser.

O método é eficaz em acabar com os pelos indesejáveis pelo corpo inteiro. Mesmo os pelos mais grossos e rebeldes podem ser removidos em apenas algumas sessões. Assim, a depilação a laser reúne diferentes métodos, todos com o mesmo objetivo de eliminar o pelo desde a raiz para que ele não volte a crescer.

O procedimento consiste em remover pelos através da exposição a um feixe de luz de laser ou pulsada. O processo é recomendado por dermatologistas e se dá em fases. Logo nas primeiras sessões os pelos já se tornam mais claros e finos, e após algumas sessões de tratamento, desaparecem por completo.

 A depilação a laser pode ser feita em várias regiões do corpo, como por exemplo, axilas, pernas, virilha, zona íntima e barba. Além disso, é permitido para qualquer tipo de pele: peles negras, brancas, morenas e até bronzeadas. São várias tecnologias empregadas, uma delas irá se adequar a você.

Neste artigo vamos explicar tudo o que você deseja saber sobre a depilação a laser, para que você possa usufruir de todos os métodos disponíveis e acabar com os pelos indesejáveis de uma vez por todas! Confira:

A Estrutura dos Pelos

 

Os seres humanos são cobertos por pelos em quase toda superfície do corpo, com exceções de algumas áreas específicas (palmas das mãos, plantas dos pés, mamilos, mucosas labiais e genitais). Eles são estruturas queratinizadas formadas na epiderme, filiformes e flexíveis, que variam de comprimento, espessura e cor, de acordo com a raça humana e as diferentes áreas do corpo em que crescem.

Os pelos se desenvolvem em diferentes áreas do corpo, onde recebem nomes especiais de acordo com a sua localização: cabelos, sobrancelhas, cílios, barba, pelos axilares e pelos púbicos, entre outros. A sua função é proteger contra o atrito, agentes externos e raios UV.

Basicamente, o pelo é formado por três partes: a cutícula (parte externa que protege os fios de agentes químicos), o córtex (protege as células responsáveis pelo peso dos pelos) e a medula (inexistente em pelos muito finos). Cada um possui uma parte externa visível que sai da epiderme chamada de talo ou haste, e uma interna ou “invisível” inserida na derme chamada de raiz.

A raiz do pelo fica dentro do folículo piloso, que possui a função de calçar o pelo e proteger a sua matriz germinativa localizada dentro do bulbo capilar, na base do folículo. É este o local responsável pelo crescimento do pelo, onde há uma série de vasos sanguíneos e terminações nervosas, responsáveis pela fisiologia do pelo.

A cor do pelo, por exemplo, é determinada pela melanina encontrada nessa porção do fio, sendo que a coloração é determinada por uma grande quantidade de fatores genéticos. Já o seu crescimento é determinado por fases: Anágena (crescimento), a Catágena (intermediária) e a Telógena (repouso), sendo que os pelos de uma mesma região sempre estão em fases de crescimento diversas.

No entanto, é na fase Anágena que os pelos se encontram mais próximos da parede do folículo piloso, com uma maior concentração de melanina. Por isso, essa é a fase ideal para a eliminação dos pelos.



O procedimento consiste em eliminar o pelo através de um aparelho que emite um comprimento de onda de laser ou luz pulsada que atinge o local de crescimento do pelo, removendo-o pela raiz. A energia emitida em forma de luz é captada pela melanina, substância presente na haste do fio e responsável pela pigmentação da pele e dos pelos.

A energia térmica liberada em forma de calor é capaz de danificar a estrutura do fio dentro do bulbo capilar, o local de crescimento dos fios. O procedimento ,então, destrói ou retarda a capacidade do folículo capilar de produzir um novo fio, através de alterações de calor nas terminações nervosas ali presentes. Como a raiz se encontra dentro do folículo capilar, os pelos são removidos por inteiro.

Durante o processo, mesmo os pelos que não foram eliminados, passam a crescer mais lentamente, se tornam mais claros e mais finos. Quanto mais escuro for o pelo, melhor será o resultado da depilação a laser.

Os pelos na região em que o laser foi aplicado terão uma maior dificuldade em crescer novamente. No entanto, como o organismo é capaz de se regenerar, são realizadas mais de uma sessão para garantir que o bulbo capilar, centro de produção dos fios, não volte a crescer.

Além disso, como os pelos estão sempre em diversas fases de crescimento, as várias aplicações em intervalos distintos para cada região, garantem a sua eliminação parte a parte com resultados cada vez melhores nas sessões subsequentes.

Praticamente todas as áreas do corpo podem ser tratadas com depilação a laser, com exceção do interior das orelhas, parte inferior das sobrancelhas e diretamente sobre os órgãos genitais. No mais, a depilação a laser pode ser aplicada para a remoção permanente de pelos com segurança em:

• Face Feminina;
• Buço;
• Orelhas;
• Nariz;
• Barba Masculina;
• Queixo/Mento;
• Nuca;
• Costas Inteiras;
• Meia-Costas;
• Axilas;
• Braços Inteiros;
• Antebraço;
• Mãos e Dedos;

• Peitoral Masculino;
• Peitoral Feminino;
• Costeletas;
• Abdômen;
• Linha Alba;
• Virilha;
• Região Perianal;
• Glúteos;
• Pernas Completas;
• Meia-Perna;
• Coxas;
• Pés e Dedos.

Tecnologia de depilação a laser SHR (Método Giolaser)

A tecnologia SHR (do inglês Super Hair Removal) utiliza aplicações de movimentos contínuos com uma ponteira de laser através de pulsos de baixa potência ajustados a uma alta frequência de disparos sobre a área em tratamento.

O método permite a aplicação em pessoas com pele escura (fototipos 4, 5 e 6) ou bronzeada sem risco de queimaduras. Além disso, equipamentos mais modernos utilizam uma ponteira de safira resfriada(parte do equipamento que encosta na pele do paciente) garantindo uma maior proteção e conforto ao paciente. Isso faz com que o procedimento seja praticamente indolor, dispensando o uso de anestésico.

Aliado a isso, o método SHR de depilação a laser permite uma elevação gradual da temperatura do folículo piloso, diferentemente dos outros métodos que carbonizam o pelo provocando extremo desconforto no paciente. A tecnologia é recomendada para todos os tipos de pele, além dos pelos claros.

Por esta razão, nós da GIOlaser priorizamos nossos tratamentos de depilação a laser neste método revolucionário, sempre visando o conforto e a segurança de nossos pacientes. Para melhores resultados, recomenda-se 6 a 8 sessões de depilação a laser de Diodo com ponteira resfriada para o tratamento completo.

Existem diversos métodos de depilação definitiva que se diferenciam pelo tipo de tecnologia empregada no procedimento. Entre eles podemos destacar o Laser de Diodo (Fiber/Galaxy 808), um dos mais utilizados no mundo e, por isso, escolhido também por nós, da GiOlaser.

Apenas o médico especializado em laser saberá determinar o método mais adequado à sua pele.

No entanto, todas essas tecnologias, quando empregadas na remoção de pelos, realizam o processo conhecido por “epilação”, que consiste em eliminar toda a haste do pelo, desde sua raiz.

Tipos de tecnologia a laser:
• Laser de Diodo: a tecnologia usa um comprimento de onda do feixe de luz maior, ideal para pelos mais escuros e grandes áreas do corpo, podendo ser aplicada em vários tipos de pele.

1. Depilação a laser de Diodo
A GiOlaser inovou no tratamento de depilação a laser ao oferecer o melhor aparelho da atualidade com preços acessíveis. Sendo o Laser de Diodo com ponteira resfriada, o padrão ouro para a depilação a laser – segundo diversas pesquisas científicas, esta técnica avançada pode ser utilizada em todos os tipos de peles, desde as mais claras às peles bronzeadas e negras, com conforto e segurança.

O Laser de Diodo com ponteira resfriada é comprovadamente o mais eficiente do mercado, pois proporciona um tratamento mais rápido e bem menos dolorido. Isso porque o método é capaz de utilizar até três disparos por segundo, e atingir áreas grandes em muito menos tempo, através de um aparelho com um revolucionário sistema de refrigeração de ponteira de Safira, que chega a 0,5°C. A tecnologia utilizada na GiOlaser é a do método de aplicação chamado de modo SHR (em movimento).

O Laser de Diodo recebeu a aprovação da ANVISA, Agência Nacional de Vigilância Sanitária do Brasil; da FDA, órgão que regulamenta e autoriza o uso de equipamentos nos Estados Unidos; e pelo CE 0120, autoridade responsável pela liberação de certificados para equipamentos na Comunidade Europeia.

Os efeitos como dor, duração do tratamento, quantidade de sessões e aparência após a aplicação vão depender do método escolhido.

Dores
A dor, por exemplo, durante o tratamento é normal. Quem está acostumado à depilação tradicional com cera quente, costuma aguentar bem. Tudo vai depender da sensibilidade da pessoa, a área que está sendo depilada, o nível de estresse e até o período do ciclo menstrual da mulher.

Em geral, a sensação é de ardência como picadinhas no local, dependendo da região em tratamento. Na verdade, quanto mais fina e sensível for a pele, maior é a sensação de desconforto. Independente do método escolhido é possível diminuir o desconforto com a aplicação de pomadas anestésicas antes do procedimento, principalmente em áreas mais sensíveis, como o buço, ou em sessões longas.

Normalmente, as áreas mais doloridas são as que possuem mais pelos, onde a pele é mais fina, e os pelos mais grossos. No entanto, essas áreas que apresentam os melhores resultados, necessitando de menos sessões.

A depilação a laser é indicada a todos os indivíduos saudáveis, sem doenças crônicas, maiores de 18 anos. Incluindo as pessoas de pele morena ou negra, desde que o equipamento seja o mais indicado ao seu tipo de pele.

Aparência
Logo após a primeira sessão, o local costuma ficar quente e vermelho por, pelo menos, duas a quatro horas. Posteriormente, algumas áreas podem escurecer um pouco e formar crostinhas, que costumam desaparecer em questão de dias. Depois de cada sessão, algumas clínicas aplicam um gel calmante na área tratada.

Quantidade de sessões
Segundo a Sociedade Brasileira de Laser, o tratamento costuma durar seis sessões, em média. No entanto, o número de sessões de depilação a laser vai depender da cor da pele e do pelo, da espessura do pelo e tamanho da área que será depilada.

Em geral, peles claras, pelos grossos e escuros necessitam de menos sessões comparados a peles morenas e pelos finos, por exemplo. As sessões devem ser realizadas uma vez a cada mês. Caso os pelos voltem a crescer, aconselha-se a remoção com lâmina, se não for possível esperar até o próximo dia de tratamento.

Isso porque, a cada aplicação, muitos dos folículos pilosos são destruídos, não produzindo mais pelos, enquanto outros são apenas danificados, permitindo que os fios voltem a nascer. À medida que as sessões vão sendo repetidas, esses pelos sobreviventes vão diminuindo e, após cerca de quatro a seis aplicações, restarão apenas alguns pelos.

Mesmo quem possui poucos pelos, não é capaz de eliminar apenas com uma sessão, pois o mesmo só é destruído durante a sua fase de crescimento. E os pelos, como já explicado anteriormente, estão sempre em diversas fases de crescimento, alguns crescendo, outros em repouso.

Por esta razão, as sessões são realizadas em média a cada 30 dias para poder atingir os pelos nas duas fases de crescimento.

Duração
Nenhum procedimento de depilação a laser é completamente definitivo, pois o nosso organismo possui grande poder de regeneração, e assim alguns pelos podem voltar a nascer após algum tempo.

No entanto, a velocidade de crescimento é bastante alterada, assim como a quantidade que volta a crescer. Mesmo assim, alguma manutenção é necessária, pois existem alguns folículos imaturos, que acabam se desenvolvendo mais no futuro. Normalmente, essa manutenção é anual, no caso de pelos mais teimosos. Porém, a escolha da técnica certa, um bom profissional e um aparelho qualificado como o Laser de Diodo da GiOlaser, podem oferecer resultados mais duradouros.

Para que todas essas tecnologias de depilação a laser tragam os melhores resultados, é necessário tomar alguns cuidados antes de iniciar cada procedimento, tais como:

1. Após a sessão de tratamento, aplique uma pomada ou loções próprias para acalmar a pele, tirar a vermelhidão e evitar manchas e escurecimento da pele;
2. Evite a exposição ao sol após o procedimento e use sempre protetor solar nas áreas naturalmente expostas ao sol como rosto, colo, braços e mãos;
3. Pare com depilações por qualquer método de depilação que remova o pelo pela raiz (depilação com cera e aparelhos depilatórios) por duas semanas;
4. Evite a depilação com cera quente ou fria, pinça ou eletrólise por quatro a seis semanas durante o tratamento a laser. No entanto, o uso de lâminas e cremes depilatórios é permitido por preservarem a estrutura do pelo, mantendo sua haste intacta no folículo;
5. Algumas tecnologias exigem que o paciente não esteja bronzeado e não tome sol durante 15 a 30 dias antes do procedimento. O ideal é ficar, pelo menos, três semanas sem tomar sol;
6. Evite calor ou transpiração intensa no local;
7. No caso de ardência ou queimação, faça compressas geladas no local por 30 minutos;
8. É necessário hidratar a pele para potencializar a atuação do laser;
9. Áreas naturalmente mais escuras como axilas, podem ser clareadas com cremes e pomadas antes do procedimento para melhores resultados;
10. A descoloração dos pelos do corpo não é um empecilho para a depilação a laser, pois o laser atua diretamente sobre a raiz do pelo.

Apesar dos procedimentos avançados e tecnologias seguras, há algumas contraindicações da depilação a laser que devemos observar, são elas:

• Em caso de diabetes não controlada, devido às alterações de sensibilidade na pele;
• Em caso de hipertensão descontrolada, havendo risco de um pico de pressão;
• Em caso de epilepsia, havendo risco de uma crise epiléptica;
• Não se recomenda a depilação sobre a área da barriga ou virilha durante a gravidez;
• Em caso de vitiligo, sob o risco de surgir novas áreas de vitiligo nas áreas aplicadas;
• Em casos de doenças de pele, como a psoríase;
• Em casos de feridas abertas no local da exposição ao laser;
• Em caso de câncer, durante o tratamento.
• A depilação a laser pode ser realizada em quase todas as áreas do corpo com exceção da parte interior das orelhas, parte inferior das sobrancelhas e diretamente sobre os órgãos genitais.

Importante: A intensidade do aparelho quando não bem calculada, pode ocasionar queimaduras de segundo grau, formação de bolhas em alguns pontos ou, ainda, o escurecimento temporário da região afetada. Por esta razão, recomenda-se uma primeira sessão bem leve, numa baixa graduação do aparelho. Um bom profissional deve ser escolhido.

A depilação a laser sempre foi tachada como um tratamento caro em virtude do alto custo do aparelho, com valores de até R$ 600,00 por sessão. Isso fez com que muitas pessoas procurassem alternativas e tratamentos mais baratos, porém sempre com resultados inferiores ou indesejáveis.

Com o intuito de mudar essa concepção, a GiOlaser oferece um novo conceito em depilação a laser: uma tecnologia de ponta em Laser de Diodo, internacionalmente usado e aprovado, a preços muito mais acessíveis. Nosso objetivo é levar as melhores tecnologias a um número cada vez maior de pacientes satisfeitos.

Entre em contato conosco para saber mais sobre os nossos preços e pacotes!

Descubra o tratamento
ideal para você!

Conheça outros tratamentos

Tratamentos
corporais

Conheça

Tratamentos
faciais

Conheça

Agende sua avaliação