29 out 2020

Entenda as diferenças entre depilação a laser e depilação com luz pulsada

1239      0

Existe uma grande variedade de tipos de depilação para escolher. Há desde as mais básicas, como aquelas que utilizam cera, até as que são feitas com o auxílio de equipamentos, como a depilação a laser e de luz pulsada. No entanto, é preciso lembrar-se de que as regiões do corpo podem reagir de forma diferente, […]

Existe uma grande variedade de tipos de depilação para escolher. Há desde as mais básicas, como aquelas que utilizam cera, até as que são feitas com o auxílio de equipamentos, como a depilação a laser e de luz pulsada. No entanto, é preciso lembrar-se de que as regiões do corpo podem reagir de forma diferente, pois algumas áreas são mais sensíveis.

Nesse sentido, buscar alternativas que sejam menos agressivas é fundamental para não sofrer com irritações e outros problemas de pele. Além disso, opções como a depilação a laser têm a vantagem de dar um fim definitivo aos pelos. Portanto, escolher o método depilatório depende de muitos fatores. É necessário observar com atenção essas questões.

Como soluções mais práticas, temos a depilação a laser e com luz pulsada. Acompanhe a leitura para conferir as características de cada procedimento e as diferenças entre eles para que você escolha o seu. Vamos lá?

Como funciona a depilação com luz pulsada?

Também conhecida como fotodepilação, essa técnica consiste no uso de uma luz chamada IPL (luz pulsada intensa). Essa é uma luz pulsada de banda larga que age na raiz do pelo, por meio da melanina, e destrói parcialmente o folículo e as estruturas, além de inibir o seu crescimento.

Na depilação com luz pulsada, é possível mudar a intensidade e o espectro da luz que é lançada na pele, tornando o procedimento menos doloroso. O método não é definitivo, mas proporciona a eliminação dos pelos de forma mais duradoura. O crescimento demora mais e os resultados são prolongados.

Entretanto, a quantidade de pelos, a espessura e o tempo de crescimento diminuem no decorrer do tratamento. Logo, a depilação com luz pulsada é uma ótima alternativa a longo prazo, mas não é definitiva. Além disso, a técnica não irrita a pele, sobretudo pelo controle da intensidade da luz, que pode ser mais fraco para as mais sensíveis.

Dessa forma, esse tipo de depilação tem uma aplicação mais rápida, mas também requer que sejam realizadas mais sessões para se chegar ao resultado desejado. Se você sofre com processos inflamatórios, como foliculite e pelos encravados, os procedimentos que utilizam luz são excelentes alternativas. Eles não agridem a pele como a cera ou lâmina.

E a depilação a laser?

A depilação a laser é um método muito eficaz para eliminar os pelos de todas as partes do corpo. Até mesmo os fios mais espessos podem ser removidos após algumas sessões. A luz da depilação a laser é capaz de penetrar nas camadas da pele, onde produz pequenos choques. Assim, ela destrói o folículo piloso na raiz, para que ele não volte a crescer.

Ao investir na depilação a laser, já será possível perceber resultados positivos desde as primeiras sessões. Os fios já começam a ficar mais finos e claros. Até o final do tratamento, os pelos desaparecem, e a eliminação pode chegar a 80% de forma definitiva.

Por meio da liberação da energia térmica em forma de calor, a estrutura do pelo é danificada desde o bulbo capilar, onde os fios crescem. Assim, a capacidade de produzir um novo fio é destruída ou retardada, além de deixá-los mais claros e finos. Como as fases de crescimento são variadas, é preciso realizar as aplicações em diferentes intervalos, dependendo da região do corpo.

Na GiOlaser, a depilação a laser usa a tecnologia SHR (Super Hair Removal), que é realizada por movimentos contínuos. Dessa forma, a luz é emitida por uma ponteira de laser que tem pulsos de baixa potência ou, até mesmo, de alta, quando ajustado para essa finalidade.

Por mais que a depilação a laser trabalhe na melanina dos fios, o procedimento pode ser feito em pessoas com os tons de pele mais escuros, como os fototipos 4, 5 e 6. São utilizados equipamentos modernos e tecnológicos, não há riscos de queimaduras e garante-se conforto e proteção. Outra grande vantagem é que, com a ponteira de safira que tem um sistema de refrigeração quando encosta na pele, o método é praticamente indolor.

Para ter certeza de que os resultados serão satisfatórios, é recomendável que o tratamento seja realizado entre 5 e 10 sessões. Contudo, nas regiões que são mais vascularizadas e hormonais, o método deve ser aplicado por mais sessões.

Quais são as diferenças entre os dois tipos de depilação?

Por mais que ambos os tipos de depilação tenham suas vantagens, é necessário observar as principais diferenças para escolher qual é mais adequada para as suas necessidades. Por isso, conheça as diferenciações da depilação a laser e da depilação de luz pulsada.

Eficácia de aplicação

Como já apontamos, a depilação a laser é considerada definitiva, enquanto a com luz pulsada tem um resultado prolongado, mas não elimina os pelos de vez. Desse modo, a luz intensa pulsada tem um desempenho um pouco inferior.

Agressividade

Com a depilação de luz pulsada, é possível controlar a intensidade da luz emitida. Nesse sentido, ela é um pouco menos agressiva. Porém, também há necessidade de ser feita regularmente para manter a pele lisinha. Ou seja, é preciso ter um número maior de sessões para alcançar o resultado desejado. Já no caso da depilação a laser, os resultados são mais eficazes, mesmo que ela seja um pouco mais agressiva.

Contraindicações

As diferenças entre os métodos está, principalmente, nos tipos de pele que podem realizar os procedimentos. As restrições da depilação a laser são para pessoas bronzeadas ou que têm o tom de pele mais escuro. Isso ocorre pelo fato de o laser penetrar e atuar na melanina do pelo.

Além disso, nenhum dos dois procedimentos é indicado para grávidas ou lactantes, pessoas com doenças autoimunes ou neurológicas, portadores de diabetes tipo 1, pacientes que já tiveram câncer de pele ou quem utiliza medicamentos fotossensíveis.

Portanto, a escolha entre a depilação a laser e a com luz pulsada precisa ser analisada com base em todas essas informações. Dessa maneira, coloque na balança os prós e contras dos métodos para encontrar o ideal. Assim, você poderá tomar a decisão mais acertada para eliminar os seus pelos!

Você já realizou algum desses procedimentos de depilação? Conte a sua experiência para a gente nos comentários!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Agende sua avaliação