4 jun 2019

Afinal, como reduzir a flacidez nas pernas? Descubra!

235      0

Se você sonha em conquistar um corpo durinho e bem definido, já deve ter se deparado com o pesadelo da flacidez nas pernas. Além da estética, há outro motivo pelo qual você tem toda a razão em se preocupar com a saúde das pernas: os joelhos. Eles são uma das primeiras partes do corpo a serem afetadas com […]

Se você sonha em conquistar um corpo durinho e bem definido, já deve ter se deparado com o pesadelo da flacidez nas pernas.

Além da estética, há outro motivo pelo qual você tem toda a razão em se preocupar com a saúde das pernas: os joelhos. Eles são uma das primeiras partes do corpo a serem afetadas com o passar dos anos e os principais responsáveis por garantir boa mobilidade na terceira idade.

Mas, se você já tem essa preocupação, provavelmente percebeu que combater a flacidez não é tarefa assim tão fácil. Foi pensando nisso que elaboramos este post, explicando o que é a flacidez, suas causas e como acabar com elas de uma vez por todas. 

Está preparado para desfilar saúde para aonde quer que vá? Então, continue a leitura e descubra como!

O que é flacidez?

A flacidez atinge tanto a pele quanto os músculos e tem como principais características o enfraquecimento das fibras colágenas, elásticas e perda do tônus muscular. A incidência é maior entre as mulheres — devido à variação hormonal —, mas os homens também são afetados.

Entre suas causas estão hereditariedade, idade avançada, exposição solar excessiva, sedentarismo, hábitos alimentares, tabagismo, obesidade e perda rápida de peso.

Como reduzir a flacidez nas pernas?

Embora alguns fatores de risco sejam inevitáveis, como o envelhecimento e a hereditariedade, alguns cuidados diminuem a ocorrência da flacidez. Confira!

Cuidar da alimentação

Mudar hábitos alimentares e aderir a uma dieta equilibrada são elementos-chave para conquistar pernas durinhas e torneadas. A ideia é que a alimentação seja rica em frutas, vegetais, proteínas e baixo índice glicêmico.

Gorduras saturadas e excesso de açúcar devem ser evitados, já que possuem efeito inflamatório nas células e favorecem o aparecimento da celulite e da flacidez. Alguns antioxidantes, como as vitaminas C e E, carotenoides e selênio, combatem os radicais livres, conhecidos por diminuírem a firmeza da pele.

Inclua na dieta grãos, pães e farinhas integrais, aveia, batata-doce e legumes em vez de carboidratos processados. Substitua as gorduras saturadas, como manteiga, por gorduras insaturadas saudáveis ​​para o coração, como o azeite extra virgem e o óleo de coco.

Nozes, abacate e peixes ricos em ômega 3 — como o salmão — também entram na lista das gorduras saudáveis. Escolha fontes magras de proteína, como grão-de-bico, ervilha, aves, peixes, ovos, laticínios com baixo teor de gordura e cortes magros de carne bovina e suína.

Combine estes alimentos com legumes e vegetais frondosos, que melhoram o funcionamento do intestino devido à alta porcentagem de fibras. Procure também ingerir ao menos dois litros de água por dia — isso previne a desidratação e auxilia na eliminação de toxinas pelo organismo.

Por fim, mas não menos importante: sempre que possível, dê preferência para os alimentos grelhados, assados e cozidos em vez de fritos.

Fortalecer os músculos

A maneira mais eficaz de combater a flacidez nas pernas é promover um aumento da massa muscular por meio de exercícios físicos.

Caminhada, corrida, polichinelos e pular corda são atividades que ajudam a perder o excesso de gordura localizada e a melhorar o contorno das pernas. Há também exercícios específicos para tonificar os músculos que podem ser feitos sem precisar sair de casa. Veja alguns exemplos e saiba como executá-los.

Agachamentos:

  • fique em pé com os pés afastados na largura dos ombros, braços paralelos ao corpo;
  • empurre o bumbum para trás e dobre os joelhos, abaixando-se em uma posição quase sentada;
  • ao mesmo tempo, estenda os dois braços para a frente na altura dos ombros para manter o equilíbrio do corpo;
  • certifique-se de que os joelhos não estão ultrapassando a linha dos pés;
  • volte para a posição de pé, abaixando os braços;
  • faça de duas a três séries de doze repetições.

Levantamento lateral:

  • deite-se sobre o lado esquerdo do corpo, mantendo o cotovelo esquerdo dobrado e a mão esquerda apoiando a cabeça;
  • certifique-se de que a perna direita está paralela à esquerda;
  • apoie a mão direita no chão em frente ao peito e mantenha as pernas retas;
  • mantenha a parte superior do corpo estável, enquanto levanta a perna direita o mais alto que puder;
  • segure a perna no alto por alguns segundos e volte à posição inicial;
  • faça de duas a três séries de 15 a 20 repetições, alternando os lados direito e esquerdo.

Aposte em tratamentos estéticos

Hoje em dia existem tratamentos estéticos que prometem reduzir a flacidez nas pernas e em outras regiões do corpo, como a radiofrequência e o Power Shape.

Por meio da emissão de ondas eletromagnéticas, a radiofrequência promove a oxigenação dos tecidos e estimula a produção de fibras de elastina e colágeno. Essas são as principais substâncias responsáveis pela sustentação e elasticidade da pele — que têm sua produção diminuída com o passar dos anos. Os resultados esperados após a finalização do tratamento é um aspecto mais firme e tonificado das áreas tratadas.

Já o Power Shape é um tratamento multifuncional para o corpo e o rosto que promete combater a celulite, a flacidez e a gordura localizada. O método combina as técnicas de radiofrequência, sucção a vácuo e laser para estimular a produção de colágeno e elastina — olha elas aqui de novo!

O Power Shape também trabalha nas células de gordura e melhora a circulação sanguínea, sendo um método eficaz no combate à celulite. O resultado é uma melhor aparência da pele e do contorno corporal, além da redução da flacidez e da gordura localizada. Está bom assim para você?

Neste post você descobriu que a flacidez nas pernas é o resultado da diminuição da produção de elastinas e colágenos pelo organismo e da perda do tônus muscular. Viu também que vários fatores influenciam para o seu surgimento: dentre outros, estão a má alimentação, o sedentarismo, o tabagismo, a obesidade e a perda rápida de peso.

Mas, felizmente, agora você também sabe que existe uma luz no fim do túnel: basta unir uma dieta balanceada à prática de exercícios físicos. E, para acelerar o processo, experimente aderir à radiofrequência ou ao Power Shape, ambos oferecidos pela GiOlaser a um preço superacessível.

Ficou interessado? Entre em contato com a gente e saiba mais sobre nossos tratamentos e planos de pagamento!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Agende sua avaliação