9 jun 2019

Como ter uma alimentação saudável? Veja aqui 7 dicas básicas

410      0

Se você quer saber como ter uma alimentação saudável, saiba que fazer dietas por conta própria não é o melhor caminho. Ficar sem comer ou descartar nutrientes sem orientação são atitudes prejudiciais à saúde. A escolha dos alimentos é fundamental para ter energia e manter o equilíbrio. Para ter uma  alimentação saudável, é preciso focar […]

Se você quer saber como ter uma alimentação saudável, saiba que fazer dietas por conta própria não é o melhor caminho. Ficar sem comer ou descartar nutrientes sem orientação são atitudes prejudiciais à saúde.

A escolha dos alimentos é fundamental para ter energia e manter o equilíbrio. Para ter uma  alimentação saudável, é preciso focar em refeições balanceadas, sem exageros e de acordo com as necessidades do seu corpo.

Está na dúvida de como começar a comer mais saudável? Neste post, você vai conhecer 7 dicas incríveis que vão te ajudar. São informações fundamentais para quem quer aprender a escolher as melhores opções para pôr no prato. Confira.

1. Limite o consumo de processados

Os alimentos estão disponíveis para consumo em três formatos: in natura, processados e ultraprocessados. Conhecer o significado de cada um deles ajuda a saber como ter uma alimentação saudável.

  • In natura: são todos aqueles que saem diretamente da natureza para a mesa. Quando sofrem pequenas intervenções, como limpeza, por exemplo, são chamados de minimamente processados;
  • processados: recebem adição de sal, açúcar e substâncias industrializadas para conservar e dar sabor. Legumes enlatados, frutas em calda e queijos são alguns exemplos;
  • ultraprocessados: alimentos que passam por procedimentos industriais para que sejam vendidos prontos para o consumo. Esses procedimentos fazem com o que alimento perca nutrientes e seja mais calórico.

Consumir alimentos naturais e ter no prato comidas nutritivas são as melhores escolhas para uma refeição saudável. Priorize sempre no seu cardápio os alimentos neste formato.

Os alimentos processados podem ser consumidos com cautela. Limite o consumo deles, pois costumam ter alto teor de sódio e outras substâncias que — em excesso — prejudicam a saúde.

E, atenção! Evite os ultraprocessados. Comidas congeladas, refrigerante, sorvete são alguns exemplos de alimentos que não combinam com saúde.

2. Inclua alimentos integrais

Os grãos e cereais integrais, diferente das versões refinadas, conservam nutrientes como vitaminas e sais minerais na composição. Isso acontece pelo fato de partes importantes do alimento, como a casca, não serem descartadas.

Os alimentos integrais são ricos em fibra, o que colabora para o bom funcionamento do organismo. Além disso, proporcionam sensação de saciedade, pois demoram mais tempo para serem digeridos.

Porém, não é porque o alimento é integral que deve ser consumo sem controle. Para quem está de olho na balança, é importante ressaltar que os integrais são fontes de carboidrato e energia para o corpo.

3. Substitua alimentos

A troca de alimentos é uma estratégia interessante para cuidar da alimentação e não deixar de comer o que tem vontade. Substituir um alimento por outro faz com que o cardápio fique de acordo com seu gosto e também com a sua rotina.

Para isso, a busca por versões mais saudáveis de ingredientes, receitas e preparos faz a diferença na hora de montar o prato. Prefira as opções mais naturais.

Quem não deixa de comer pão e beber leite no café da manhã pode seguir com a refeição fazendo substituições como: o pão branco pelo integral e o leite integral pelo desnatado.

Falando em integral, você recorda o que foi citado no item 2, certo? Sempre prefira alimentos que mantenham os nutrientes.

4. Reduza o consumo de sal

Sal em excesso é um problema para a saúde. Usado para temperar e dar sabor aos alimentos, o sódio presente no sal causa o aumento da pressão arterial. Não é à toa que o ingrediente é o vilão dos hipertensos.

Além de interferir na pressão, o sal consumido em grande quantidade facilita para que outras doenças apareçam, como trombose e problemas nos rins.

Algumas práticas são recomendadas para reduzir o sal e escolher alimentos mais saudáveis. Veja algumas delas.

  • não levar o saleiro para a mesa na hora das refeições;
  • evitar alimentos ultraprocessados. Eles possuem alto teor de sódio;
  • conhecer os alimentos. Muitos não precisam ter sal acrescentado;
  • atenção com molhos prontos, shoyo e queijo. São sempre salgados.

5. Beba água

Beber água faz parte da rotina de quem busca uma alimentação mais saudável. Além de hidratar, é um hábito que beneficia a saúde de forma geral. A pele fica mais macia quando o corpo está hidratado, assim como o intestino funciona melhor.

Outra funcionalidade é que a água auxilia na eliminação de toxinas do corpo por meio da urina. Além disso, tem a importante função de transportar oxigênio e nutrientes.

A quantidade indicada para consumo de água por dia varia conforme o organismo e a rotina de cada pessoa. Fatores como atividade física, clima e metabolismo devem ser considerados.

Algumas fontes apontam que a média de consumo de água por dia para um adulto é de 4 litros, considerando também a presente nos alimentos.

6. Mastigue e coma devagar

Como você faz as suas refeições? Costuma sentar, comer devagar e mastigar bem os alimentos? Se você é do time dos apressados, saiba que a forma como nos alimentamos interfere na nossa saúde.

A mastigação dos alimentos é uma atitude importante. Ao triturá-los, o corpo é preparado para digeri-los, aumentando a produção de saliva e ativando o estômago para iniciar os trabalhos.

Além disso, mastigar bem faz com que você coma mais devagar. Isso ajuda a aumentar a sensação de saciedade e a manter uma certa tranquilidade na hora de se alimentar.

Procure sempre fazer refeições com calma. Evite se alimentar na frente do computador ou fazendo outras atividades. Uma dica é convidar pessoas para comer com você. Conversando, você come mais devagar e torna o momento mais prazeroso.

7. Equilibre a sua dieta

Muitas dietas restringem nutrientes importantes e prometem resultados milagrosos em poucos dias. Quem se preocupa com a saúde deve também ficar atento com a escolha dos alimentos que consome.

A preferência por alimentos naturais e pela variedade de nutrientes ajuda a manter uma dieta equilibrada. Comer sem exagerar também é um fator fundamental para se sentir bem.

Está na dúvida de qual alimento é mais saudável, ou se você tem alguma restrição alimentar? Procure uma fonte confiável: nutricionistas são profissionais da área da saúde, capacitados para esclarecer dúvidas como essas.

E você, já conhecia as dicas de como ter uma alimentação saudável? As práticas apresentadas são fundamentais para quem se preocupa com a saúde e com o bem-estar. Sempre escolha bons alimentos para compor o seu prato.

Se você achou o conteúdo do post útil, que tal mostrar as informações que você aprendeu aqui para seus amigos? Compartilhe nas redes sociais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Agende sua avaliação