7 Maio 2020

Afinal, o que é ultrassom estético? Entenda aqui!

3672      0

Afinal, o que é ultrassom estético? Entenda aqui! Nos últimos anos, a tecnologia trouxe uma evolução muito grande para os tratamentos de beleza. Uma das grandes novidades foi o ultrassom estético — um aparelho capaz de fazer micromassagens sobre a pele com uma frequência de movimentos maior que a velocidade do som. Com isso, inúmeros benefícios podem […]

Afinal, o que é ultrassom estético? Entenda aqui!

Nos últimos anos, a tecnologia trouxe uma evolução muito grande para os tratamentos de beleza. Uma das grandes novidades foi o ultrassom estético — um aparelho capaz de fazer micromassagens sobre a pele com uma frequência de movimentos maior que a velocidade do som. Com isso, inúmeros benefícios podem ser conquistados, como a melhora do metabolismo das células de gordura e a circulação local. 

A partir disso, é possível obter resultados incríveis de redução de medidas e das celulites sem precisar submeter o cliente a procedimentos muito invasivos. Quer saber mais? Acompanhe! 

O que é ultrassom estético? 

As ondas de ultrassom (US) são bastante conhecidas por seu uso na medicina diagnóstica, permitindo a visualização das estruturas no nosso organismo. Mas você sabia que a técnica também pode ser utilizada para os tratamentos estéticos? Então, esse tratamento tem revolucionado a nossa área, trazendo resultados excelentes com procedimentos totalmente não invasivos. 

O ultrassom estético é aplicado sobre a sua pele e vai emitir ondas mecânicas extremamente rápidas. Daí, vem o seu nome, pois a velocidade das ondas de choque é maior do que a do som.

Como ele funciona?

O ultrassom estético apresenta várias peças — a principal delas é o transdutor. Ele será aplicado sobre a pele do cliente e, para facilitar a sua movimentação sobre a superfície e potencializar seus efeitos, também é aplicado um gel. Com isso, as camadas mais profundas da derme e da epiderme vibram intensamente e é justamente isso que provoca os efeitos desejados para melhorar o fluxo sanguíneo na região e eliminar as gorduras localizadas. 

Atualmente, existem dois tipos de ultrassons com finalidade estética: os de baixa e os de alta frequência. Elas são medidas em Hertz — um 1 Hz significa que o transdutor faz um movimento de vai e volta por segundo. Quanto maior a frequência, maior será a profundidade na pele que poderemos atingir.

  • ultrassom de baixa frequência — nesses procedimentos, a vibração é medida em quiloHertz (KHz), isto é, 1000 oscilações por segundo As frequências mais comuns são 38, 40 e 80KHz. É utilizado quando para camadas de tecido adiposo maior do que 3 cm, sendo necessário fazer pregas cutâneas para reduzir o risco de atingir tecidos abaixo da camada de gordura;
  • ultrassom de alta frequência — nesses casos, a medida é em megaHertz, ou seja, 1.000.000 de oscilações por segundo ou 1000 KHz. Com essa frequência, já conseguimos atingir as camadas de tecido adiposo a partir de 1,5 cm e não apresentam ação tão profunda, dispensando a utilização de pregas cutâneas.

Dentro dessas categorias, podemos encontrar ainda as seguintes subdivisões:

  • ultracavitadores — utilizam ondas de baixa frequência entre 20 KHz e 60 KHz. As suas vibrações desestabilizam a célula de gordura, provocando a sua morte;
  • lipocavitadores — são equipamentos de alta frequência, que atingem camadas mais superficiais da pele e do subcutâneo, tratando também as celulites;
  • alta potência – além disso, esses equipamentos podem ser de alta potência, isto é, as ondas mecânicas são mais intensas. Assim, trabalham grandes superfícies com um tempo menor de terapia;
  • focalizado — também, é possível focalizar as ondas emitidas pelo transdutor para que elas atinjam um menor área da pele. Assim, é possível concentrar grande parte da potência do aparelho e melhorar sua eficiência.

Essas ondas são capazes de penetrar em até 4,5cm da pele, dependendo da necessidade do cliente. Nessa distância, conseguimos atingir a derme, a epiderme e o tecido adiposo — onde estão armazenadas as células de gordura, chamadas de adipócitos. 

O número de sessões realizadas para chegar ao resultado final varia de paciente para paciente, pois depende da intensidade das celulites, do tamanho da área tratada e da reação específica de cada organismo. Para acelerar os resultados, eles podem fazer uma ou duas sessões por semana, as quais duram cerca de 20 a 40 minutos. Normalmente, para a eliminação das celulites, são indicadas 5 sessões, mas podem ser mais ou menos conforme o cliente. 

Além disso, em alguns casos, é possível utilizar o próprio gel para potencializar os efeitos do ultrassom. Por exemplo, na GIOlaser, usamos uma formulação termogênica de gel concentrado de cafeína e plantas carnívoras, que é capaz de estimular ainda mais o metabolismo de gordura dentro das células e de promover uma vasodilatação mais intensa. Desse modo, a circulação local é melhorada, e os resultados na gordura localizada e na celulite serão muito mais rápidos.

Quais são seus principais usos?

 O ultrassom estético pode ser utilizado para diversos objetivos. A seguir, vamos falar dos três principais!

Eliminação das celulites

Um dos principais usos do ultrassom estético nas clínicas é a redução dos efeitos da celulite. Elas são formadas pelo remodelamento do colágeno da pele sobre o tecido adiposo. Com isso, formam-se cavidades bem rasas que, apesar de não fazerem nenhum mal para a saúde física, prejudicam a aparência. Isso pode causar problemas de autoestima em algumas mulheres, motivando a procura pelos tratamentos estéticos. 

O US estético é eficiente, pois age sobre dois mecanismos de formação de celulites — a gordura nas camadas profundas da pele e a remodelação do colágeno. Com isso, nas semanas seguintes ao tratamento, a pele passará por uma reestruturação significativa e será possível obter uma superfície dérmica muito mais homogênea. 

Redução da gordura localizada

A vibração estimula os adipócitos a metabolizarem a gordura armazenada dentro das células. Em muitas clínicas de cirurgia plástica, há anos, os médicos utilizavam o ultrassom para a preparação da lipoaspiração. Com essa ação, os resultados eram otimizados. Recentemente, essa tecnologia foi trazida para os centros estéticos. 

Esse tratamento é especialmente útil para a gordura localizada. Então, se você tem pequenas regiões de acúmulo, como o braço e a região interna das coxas, ele apresenta resultados perfeitos. Por sua vez, em pessoas com grandes depósitos de gordura abdominal, o US vai auxiliar na perda de medidas, mas não é capaz de eliminar todo o acúmulo. Por isso, ele deve estar aliado a uma dieta saudável de redução de peso acompanhada por um nutricionista.

Acelera o processo de cicatrização

No pós-cirúrgico, o ultrassom estético pode ser um aliado importante da cicatrização, acelerando o processo. Isso é possível, pois ele melhora a circulação vascular e a drenagem linfática locais. Então, ocorrem os seguintes benefícios:

  • redução do edema;
  • melhor nutrição das células;
  • aceleração do processo de cicatrização.

Quais os principais benefícios do ultrassom estético?

O US estético tem a finalidade de estimular o metabolismo das células locais. Então, podemos conquistar os seguintes benefícios.

Aumento do fluxo sanguíneo

As ondas mecânicas do ultrassom são um excelente estímulo para a vasodilatação das células das camadas da pele. Com isso, mais sangue chega às estruturas, melhorando a oxigenação e trazendo mais nutrientes. Consequentemente, a aparência da epiderme fica muito mais jovem e bonita

Redução das celulites

Como a vibração ultrassônica melhora a drenagem e a circulação regionais, o US estético reduz a retenção de água. Isso ajuda a soltar as travas de tecido conjuntivo das camadas mais profundas da pele. Também, há uma redução das células de gordura e, consequentemente, do tecido adiposo abaixo da derme (subcutâneo). Tudo isso deixa a pele com um aparência mais lisa e uniforme.

Combate às gorduras localizadas

As gorduras localizadas são um dos maiores pesadelos das mulheres — e, cada vez mais, dos homens. O grande problema que muitos enfrentam é a dificuldade de eliminá-las. Afinal, por mais que você esteja em dieta e se exercitando, o corpo não escolhe uma região específica para queimar as gorduras. 

O ultrassom, por sua vez, pode ser direcionado para áreas muito bem delimitadas. Com isso, acelera o metabolismo local e promove uma redução das medidas. 

Com todos esses benefícios, o ultrassom estético se tornou um dos tratamentos mais avançados nas clínicas. Como não é invasivo, o cliente pode voltar para as suas atividades normais logo após o procedimento. Além disso, pode programá-lo para horários estratégicos, como o intervalo do almoço ou logo antes do trabalho.

Quer saber mais sobre os procedimentos de ultrassom disponíveis na GiOlaser?Então, venha conhecer o ultrassom de alta potência associado à corrente australiana!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Agende sua avaliação