18 mar 2020

Quais os principais riscos da depilação com cera?

190      0

Nos dias de hoje, ainda existem pessoas que acreditam que o modo mais fácil de se livrar dos indesejados pelos do corpo é se depilando com cera quente ou fria. No entanto, você sabia que existem riscos da depilação com cera? O procedimento que já se tornou obsoleto no universo da beleza e estética corporal […]

Nos dias de hoje, ainda existem pessoas que acreditam que o modo mais fácil de se livrar dos indesejados pelos do corpo é se depilando com cera quente ou fria. No entanto, você sabia que existem riscos da depilação com cera?

O procedimento que já se tornou obsoleto no universo da beleza e estética corporal acarreta dores e outros problemas que podem ser evitados assim que você decidir abrir mão dele e optar por técnicas mais modernas e seguras para a pele.

Descubra, aqui, quais são os principais riscos da depilação com cera e como você pode substituir esse procedimento!

Probabilidade de queimaduras

Em geral, na depilação feita com cera, é utilizada a substância ainda quente, o que aumenta consideravelmente os ricos de queimaduras. Isso acontece porque, se a técnica não for aplicada de maneira correta, pode causar queimaduras graves na pele.

Além de provocar lesões severas, há o risco de ficar com marcas indesejáveis no corpo, que não desaparecem com o tempo!

Resultado limitado

É sabido que os resultados da depilação com cera também não duram muito tempo, pois a pele se mantém lisa por apenas duas semanas, sendo que, após esse prazo, os pelos começam a crescer novamente.

Como é uma técnica um tanto agressiva, não se recomenda que seja repetida nos próximos 30 dias da última sessão. Em vista disso, você volta a ficar com os pelos aparentes até repetir o procedimento. Muito desagradável, não é mesmo?

Manchas na pele

Entre os riscos da depilação com cera, principalmente se for realizada com frequência, está o aparecimento de manchas escuras no local depilado. Ademais, por ser uma técnica agressiva, ela favorece a sensibilidade da área depilada, como buço, virilha, axilas, pernas etc.

Sem falar que, dependendo do tipo de produto usado no procedimento, ainda é possível desencadear reações alérgicas na derme!

Infecções

A depilação com cera também aumenta a chance de desenvolver infecções, principalmente se ela for realizada na região íntima.

Como a pele está mais sensibilizada devido ao tipo de depilação, “abrem-se portas” para que agentes externos penetrem na pele, gerando quadros infecciosos.

Desidratação da derme

Além dos fatores citados acima, existe o fato de a depilação com cera quente propiciar o aumento da desidratação na pele. Isso ocorre porque a substância necessita ser aplicada ainda quente na derme e, consequentemente, provoca a perda de água dos tecidos de modo bem rápido.

Portanto, a depilação a laser tem sido a aposta ideal para quem quer se livrar dos pelos de uma maneira segura e prática. A técnica é recomendada para as pessoas que não querem perder tempo ao utilizar lâminas ou cera.

Também é cabível citar que a técnica pode ser realizada em várias partes do corpo. Desse modo, se você não quer correr os riscos da depilação com cera, o indicado é parar agora mesmo de usar esse método arcaico e optar por algo mais moderno e seguro, como a depilação a laser. Sua pele agradece!

Para saber mais sobre depilação a laser e sobre as vantagens que ela proporciona para você, entre em contato com a GiOlaser. Descubra os melhores tratamentos estéticos que temos para oferecer!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Agende sua avaliação