26 jun 2019

Bigode Chinês – Causas e tratamentos

151      0

O bigode chinês, embora seja considerado por muitos como uma “marca do tempo”, é um sinal de expressão que pode aparecer, também, em pessoas mais jovens, deixando-as com uma aparência envelhecida. Caso você se sinta incomodada com estes sulcos que se constituem a partir da base do nariz, chegando até as laterais da boca, o […]

O bigode chinês, embora seja considerado por muitos como uma “marca do tempo”, é um sinal de expressão que pode aparecer, também, em pessoas mais jovens, deixando-as com uma aparência envelhecida.

Caso você se sinta incomodada com estes sulcos que se constituem a partir da base do nariz, chegando até as laterais da boca, o presente artigo apresenta excelentes notícias, uma vez que o bigode chinês pode ser prevenido, corrigido e, inclusive, eliminado!

Os tratamentos, que variam de complexidade e de preço, englobam ginásticas faciais e procedimentos estéticos. Confira, a seguir, algumas das melhores dicas que elencamos para ajudar você a manter uma aparência cada vez mais jovial e bela!

Principais causas

O bigode chinês, conforme mencionado, é um sinal de expressão que apresenta maior incidência sobre a população feminina. Há diversas causas, tais como:

  • O hábito de fazer muitas expressões ao falar;
  • Tomar muito sol ou fumar;
  • Posições erradas ao dormir (com as mãos nas bochechas ou de bruços);
  • Perda das fibras de colágeno;
  • Falta de elasticidade da pele;
  • Predisposições genéticas.

Além das causas, a profundidade dos sulcos (chamados de “nasogenianos”) podem variar conforme as especificidades de cada pessoa.

Ginástica

Existem certos exercícios de ginástica facial que são de grande ajuda para amenizar a aparência deixada pelo bigode chinês. Para praticá-los, você deve:

  • Dar um sorriso, mantendo a boca aberta e deixando os lábios a cobrir os seus dentes. Mantenha esta posição por cerca de 20 segundos. Retorne à posição anterior e refaça o movimento por mais 15 vezes durante 15 segundos cada;
  • Colocar o dedo indicador de sua mão esquerda por dentro da boca, na bochecha direita, e empurrá-la para fora. Ao mesmo tempo, fazer força com a bochecha em direção aos dentes, ou seja, na direção contrária à força que você está exercendo com o dedo. Repita o exercício por 15 vezes;
  • Alongar o seu rosto, fazendo um “O” bastante largo com os seus lábios. Faça 20 repetições do movimento, a fim de relaxar os músculos da região;
  • Deslizar a língua ao longo de todo o contorno de sua boca (mantendo-a fechada), como se você fosse empurrar os lábios. Repita esse movimento cerca de 20 vezes para cada lado.

 

Prevenção

Embora diversos fatores possam causar o bigode chinês, os métodos mais eficazes de prevenção tendem a estar ligados a um deles, por exemplo, parar de fumar, beber dois litros de água diariamente, sempre utilizar protetores solares.

Você pode, além disso, passar a usar cremes antirrugas, anti-idade, suplementos ou produtos naturais que contribuem para incrementar a produção de colágeno, que podem se converter em poderosos aliados para a prevenção do bigode chinês.

Faixas etárias

Para melhor orientar você na atenuação ou eliminação dessas marcas de expressão, apresentamos algumas indicações divididas em faixas etárias distintas:

De 20 a 30 anos

Nessa faixa, o bigode chinês, normalmente, é ainda pouco pronunciado, não sendo muito evidente. Portanto, preenchimentos e cremes com ácido hialurônico geram bons resultados.

Caso algum nutricosmético puder ser associado ao procedimento, os resultados podem ser ainda melhores, sobretudo mediante aqueles que têm o silício orgânico como princípio ativo.

Se você preferir essa opção, basta uma cápsula diária para obter resultados nítidos dentro de 40 dias. Nos casos de preenchimento, os resultados são imediatos e a aparência final já poderá ser notada em apenas três semanas.

De 30 a 40 anos

  • Para as pessoas na faixa dos 30 aos 40 anos de idade, o tratamento é realizado com peeling de diamante, peeling de porcelana e peeling químico, todos trabalhando na epiderme, a mais superficial das camadas da pele. São necessárias, em média, três sessões a cada mês.

Quando o indivíduo tem acne, cerca de cinco sessões são necessárias. O resultado aparece em uma semana e a vermelhidão some após duas semanas. Depois do procedimento, é altamente recomendável repousar por cerca de três dias.

De 40 a 50 anos

O mais indicado é associar a utilização do dermaroller (rolo que usa microagulhas de até 1,5 mm) ao uso da vitamina C, precursora do colágeno, além de clareadores e antioxidantes com ácido hialurônico, que é um excelente hidratante e volumizador.

O principal benefício é que o dermaroller propicia uma elevação na permeabilidade da pele, estimulando as camadas mais profundas da subderme e da derme sem, para tanto, lesionar a pele e afastar o indivíduo de suas atividades diárias.

A principal função da técnica é quebrar as fibras antigas que delimitam a ruga e, através deste processo, gerar uma pseudolesão, induzindo um aumento do colágeno e proporcionando um preenchimento natural.

Além disso, uma das funções interessantíssimas da técnica é o drug delivery, ou seja, através dos microfuros produzidos durante o deslizar do roller, conseguimos introduzir a nível celular dermocosméticos de alta qualidade.

As sessões podem ser feitas a cada 15 dias, embora o mais usual seja a realização de uma a cada mês, ao longo de três meses.

Dos 50 aos 60 anos

Nesses casos, uma das melhores soluções pode ser encontrada nos fios de sustentação que, devido ao ácido lático que os compõem, são absorvidos pelo corpo. Quando um par é colocado de cada lado da face, eles deixam o rosto mais firme.

Um novo procedimento, visando outras regiões da face e com fios novos, pode ser realizado de três em três meses. Esse intervalo é necessário para permitir que o fio ative o organismo, a criar tecidos fibrosos capazes de retrair as fibras de colágeno e incrementar a sustentação da face.

Acima dos 60 anos

Os indivíduos que se encontram acima dos 60 anos tendem a ser encaminhados à cirurgia. Um bom exemplo consiste na miectomia, que funciona similarmente ao botox, mas sem deixar a face com uma expressão estática. Essa técnica é, ainda, capaz de atenuar os famosos pés de galinha.

Vale lembrar que nem sempre as marcas de expressão, que vão da boca ao nariz, devem ser consideradas bigode chinês. Nos indivíduos cujas bochechas são mais pronunciadas, essas linhas fazem parte dos contornos naturais do rosto e, logo, não se relacionam com o bigode chinês.

Contudo, se for algo que é efetivamente incômodo, o mais indicado é submeter-se à bichectomia, isto é, à retirada das bolas de Bichat.

Curiosidades

Separamos algumas curiosidades de grande interesse para ajudar você a entender um pouco mais sobre a formação e as características do bigode chinês.

O bigode chinês é absolutamente normal

Se você tem bigode chinês, não precisa se desesperar! Essa marca de expressão aparece em todos os indivíduos, em alguma etapa de suas vidas e, portanto, deve ser considerada algo absolutamente normal.

Quem não gostaria de manter uma aparência bem cuidada e jovem por bastante tempo? O problema é que isso exige uma rotina rigidamente regrada.

Caso você se sinta extremamente incomodada com o bigode chinês, lembre-se de que existem diversos cuidados para manter a beleza da pele e, assim, elevar a autoestima.

Procedimentos não invasivos são uma excelente alternativa

Ainda que a toxina botulínica esteja entre as primeiras alternativas que surgem em nossa mente, quando pensamos em suavizar o bigode chinês, existem muitas outras opções não invasivas que asseguram eficácia no tratamento. Veremos mais sobre elas a seguir.

Peelings

Os peelings não são bons apenas para manchas, oleosidade e acne, mas também são ótimos aliados para o rejuvenescimento da pele e a suavização de marcas de expressão.

Entre os mais conhecidos para tratar o bigode chinês, destacam-se os peelings que contam com ácidos mandélico, glicólico e retinóico. A recuperação pode demandar cuidados adicionais, como ficar em casa por alguns dias, evitar a exposição ao sol e usar protetor solar, uma vez que a pele passará por descamação intensa.

Não se esqueça que deixar de seguir as recomendações profissionais pode causar cicatrizes e manchas.

Preenchimentos

O ácido hialurônico é um formidável preenchedor de marcas de expressão, apresentando resultados duradouros: de nove meses a um ano e meio, dependendo das características orgânicas de cada um.

O ácido, que é injetado por meio de uma agulha imediatamente sob as rugas, é rapidamente absorvido pelo organismo e não tende a apresentar reações alérgicas. Entretanto, o ácido hialurônico pode ser empregado para suavizar as olheiras.

Mas, fique atento: assim como em todo procedimento estético, os preenchimentos devem ser realizados por profissionais especializados e aptos a assegurar o bem-estar e a segurança dos pacientes.

Creme anti-idade

O creme anti-idade serve para tratar, além de prevenir. O mais indicado é fazer de sua aplicação uma espécie de “ritual” – muitos utilizam o creme por alguns dias e logo desistem, pois os resultados não aparecem após o primeiro mês. Logo, é necessário ser paciente e aplicar o creme segundo as orientações do seu dermatologista.

Geralmente, usa-se um produto para a noite e outro para o dia. Usar protetor solar é indispensável, à medida que os raios UVB e UVA são os principais responsáveis pelos casos de envelhecimento precoce.

Radiofrequência

Como a flacidez causa o aparecimento do bigode chinês, o tratamento por radiofrequência, ao provocar elevação na temperatura da derme, contrai as fibras elásticas e melhora o aspecto da cútis.

Os resultados são perceptíveis dentro de poucos dias e, para garantir o êxito do tratamento contra o bigode chinês, é altamente recomendável submeter-se a várias sessões.

Carboxiterapia

Muito útil para atenuar diversos problemas como as estrias e a celulite, a carboxiterapia também é uma excelente alternativa de tratamento para reduzir as marcas do bigode chinês.

O procedimento consiste na infusão de gás carbônico medicinal em diferentes camadas da pele para melhorar a circulação e a oxigenação dos tecidos.

 

Para saber qual o tratamento mais adequado para o seu caso, o ideal é agendar uma avaliação em uma clínica de estética de confiança. Somente assim, você terá a certeza de ser bem cuidada e de realizar um tratamento eficiente. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Agende sua avaliação