Banner

A estação mais fria do ano está se aproximando, mas você já parou para pensar por que sentimos mais fome no inverno? Essa percepção de estar com mais apetite é bastante comum e tem uma causa simples — nesse período, o corpo tende a gerar mais calor para se manter aquecido e manter as funções do organismo normalizadas.

Ou seja, o corpo gasta mais energia e exige reposição, que é o momento em que sentimos fome. Para produzir calor, o organismo utiliza as reservas de energia presentes nos músculos e no fígado. No entanto, isso não significa que haverá perda de peso, uma vez que a tendência é de que a alimentação seja mais calórica.

É preciso, então, ter cuidados com a alimentação nessa época do ano. Por isso, acompanhe as dicas a seguir que explicam como você pode se manter saudável sem sentir fome no inverno!

Não deixe de se hidratar

A água é um elemento fundamental. Mas, no inverno, como as pessoas transpiram menos, é comum ver que o consumo de líquidos é reduzido. No entanto, a água é responsável por transportar nutrientes no organismo e hidrata pele e mucosas, que tendem a ressecar no frio.

A boa notícia é que, além da água, outras bebidas também ajudam na hidratação. Por isso, invista em sucos, chás e sopas, pois eles mantêm a hidratação e ainda são quentes e aquecem o corpo. O ideal é consumir no mínimo 1,5 L de água por dia, mais os outros tipos de líquido citados.

Aposte nas sopas

As baixas temperaturas pedem alimentos quentinhos, que ajudem a aquecer, não é? Portanto, as sopas são refeições que harmonizam muito com o inverno, pois combinam alimentos nutritivos, líquido e ainda esquentam o organismo.

Entretanto, é necessário ter cuidado com o excesso de legumes, já que eles são transformados em açúcar durante o metabolismo. Dessa forma, aposte em 3 ou 4 opções, e, assim, você se alimentará bem sem correr o risco de ganhar peso. As sopas são refeições completas e muito bem-vindas em qualquer momento do dia.

Fracione as refeições

Para que o corpo funcione regularmente, o recomendável é fazer pequenas refeições de 3 em 3 horas. Dessa forma, é melhor fracionar e se alimentar ao longo do dia, de modo que você não sentirá fome. Como o organismo exige mais calor, ficar muito tempo sem se nutrir e deixar apenas para comer em grande quantidade em períodos muito espaçados pode ser prejudicial.

Nesse sentido, tenha preferência por alimentos que tenham gorduras mono e poli-insaturadas, como peixes, castanhas e azeite. Além disso, os carboidratos complexos, como aveia e grãos, garantem a energia necessária e ainda são bem mais saudáveis. Com uma alimentação balanceada, você terá os nutrientes e vitaminas essenciais sem exagerar.

A fome no inverno não precisa ser tratada como uma vilã. Os cuidados com a alimentação devem ser tomados em todas as estações do ano. Caso contrário, os descuidos podem gerar impactos na saúde em geral, como ganho de peso e desiquilíbrio no organismo. Portanto, a alimentação é um autocuidado em que você precisa investir.

Este post foi útil? Agora, além de cuidar da alimentação no inverno, veja também como manter a motivação para fazer exercícios em casa!


Dicas da GiO

Tipos de tratamento

Teste
Tratamentos Faciais

Indicados para prevenir ou combater consequências do envelhecimento cutâneo como, por exemplo, flacidez, rugas, linhas de expressão e mais...

Teste
Depilação a Laser

Acabe com os pelos indesejáveis pelo corpo inteiro. Mesmo os pelos mais grossos e rebeldes podem ser removidos em apenas algumas sessões.

Teste
Tratamentos Corporais

Não podemos nos esquecer de cuidar da nossa maior e mais importante ferramenta para cumprir as atividades do dia a dia: o nosso corpo.