Banner

A marca de acne pode apresentar diversas formas. Por isso, também existem diferentes tratamentos para amenizar a aparência das cicatrizes, que podem ser mais superficiais ou mais profundas — dependendo do quadro, seja de acne mais leve, seja mais grave. 

Além disso, alguns hábitos também têm influência direta nas marcas que podem ficar no rosto, no pescoço, no colo, nas costas e nos braços. A acne é decorrente de um processo inflamatório, e cutucar e espremer as espinhas favorece o surgimento dessas marcas. Assim, as cicatrizes são classificadas de acordo com a profundidade, a largura e o formato.

Portanto, entenda mais sobre o processo inflamatório e conheça quais são os tipos de cicatrizes para encontrar o melhor tratamento para o seu caso. Confira!

Acne hipertrófica ou elevada

A cicatriz de acne hipertrófica é caracterizada por marcas elevadas, mas que respeitam o limite da lesão. Aquelas que ultrapassam esse limite são chamadas de queloidianas, em que uma acne pequena se transforma em um nódulo grande. Assim, a pele tem aparência irregular

Outro tipo de acne hipertrófica são as de ponte, em que duas cicatrizes se unem e formam um caminho de fibrose na pele. Essas marcas são bem comuns em quem tem quadros de acnes mais graves, que surgem nódulos e cistos. 

As marcas desse tipo de acne são bem incômodas, pois deixam a pele com um aspecto que não é uniforme. Entre os tratamentos indicados, estão:

Acne atrófica

As cicatrizes de acne desse tipo podem ser distensíveis e não distensíveis. A primeira são aquelas marcas que somem quando a pele é esticada, o que mostra que é mais superficial e tem menos fibrose. Enquanto isso, as não distensíveis permanecem visíveis mesmo quando a pele é puxada, esticada ou esfregada. 

Para cuidar da acne atrófica distensível, tratamentos que promovem a renovação celular e aplicação de ácidos são boas opções. Dessa maneira, já é possível melhorar o aspecto desagradável das marquinhas. No entanto, as não distensíveis pedem intervenções mais agressivas na fibrose, como:

Distróficas

A acne distrófica é irregular e não tem um formato definido, mas se assemelha ao desenho de estrela ou flor. Para alguns dermatologistas, esse tipo de cicatriz enquadra-se como uma marca atrófica, mas nem todos profissionais concordam com isso. 

Nesse caso, a cicatriz de acne distrófica pode ser tratada com furos e adição de um ácido forte para estimular o colágeno, conhecido como técnica CROSS. Além disso, outros tratamentos efetivos para as marcas são:

  • microagulhamento;
  • radiofrequência;
  • peeling;
  • preenchimento;
  • subcisão.

A marca de acne é bem incômoda e afeta diretamente a autoestima. Dependendo do grau do problema, diferentes tratamentos podem ser realizados. Porém, é essencial não mexer nas espinhas e nos cravos para evitar que as cicatrizes fiquem piores. Além disso, manter uma rotina de cuidados é muito importante para manter a pele limpa e evitar o surgimento de acnes.

Gostou do conteúdo? Nas nossas redes sociais, você encontra muito mais! Siga-nos no Facebook, Instagram e YouTube!


Tratamentos Faciais

Tipos de tratamento

Teste
Tratamentos Faciais

Indicados para prevenir ou combater consequências do envelhecimento cutâneo como, por exemplo, flacidez, rugas, linhas de expressão e mais...

Teste
Depilação a Laser

Acabe com os pelos indesejáveis pelo corpo inteiro. Mesmo os pelos mais grossos e rebeldes podem ser removidos em apenas algumas sessões.

Teste
Tratamentos Corporais

Não podemos nos esquecer de cuidar da nossa maior e mais importante ferramenta para cumprir as atividades do dia a dia: o nosso corpo.