4 fev 2019

Onde posso aplicar depilação a laser?

410      0

Há anos, o público feminino —  e ultimamente, o masculino também —  vem lutando contra os pelos. Se enganam aqueles que pensam ser apenas por motivos estéticos: muitas pessoas sofrem com foliculite, pelos encravados e alergias causadas pelos produtos usados durante os processos de depilação tradicionais, como a cera ou a lâmina. Nesses casos, a depilação a laser entra como a solução para […]

Há anos, o público feminino —  e ultimamente, o masculino também —  vem lutando contra os pelos. Se enganam aqueles que pensam ser apenas por motivos estéticos: muitas pessoas sofrem com foliculite, pelos encravados e alergias causadas pelos produtos usados durante os processos de depilação tradicionais, como a cera ou a lâmina.

Nesses casos, a depilação a laser entra como a solução para todos esses problemas e como alternativa mais eficaz no quesito durabilidade dos resultados, além de ser considerado um procedimento pouco invasivo — o que significa diminuição da dor e menos reações adversas.

Embora a enorme quantidade de benefícios do método não seja mais novidade, muitas pessoas ainda se sentem inseguras para fazer esse tipo de investimento. Isso acontece, na maioria das vezes, por pura falta de informação.

Neste post, vamos esclarecer as dúvidas mais comuns em relação à depilação a laser e ajudar aqueles que consideram a adoção do método. Continue por aqui e confira as nossas dicas!

Quem pode fazer a depilação a laser?

Antigamente, a depilação a laser era indicada apenas para as pessoas que tinham um tom de pele claro e pelos mais escuros. Com o avanço da tecnologia e com o auxílio de equipamentos mais modernos —  que apresentam um mecanismo de regulagem do comprimento e da intensidade da luz —, o procedimento se tornou muito mais democrático, podendo ser aplicado em todos os tons de pele.

Há restrições apenas para alguns grupos de pessoas, confira:

  • gestantes;
  • pessoas com inflamações ou patologias da pele nas áreas a serem depiladas (como a psoríase ou o vitiligo);
  • pacientes que estão realizando tratamento oncológico;
  • pessoas com quadros de diabetes e hipertensão não controlados.

Depilação a laser dói?

Com a evolução dos equipamentos, não dá mais para afirmar que a depilação a laser é um procedimento doloroso. Para aqueles que já estão acostumados à depilação com cera quente, o método a laser costuma ser bem tolerado. Fatores que influenciam o nível de desconforto são: sensibilidade da pele, estresse emocional e período do ciclo menstrual.

Em geral, o que se sente é uma leve ardência ou picadinhas na região que está sendo tratada. Essa sensação é causada pelo calor liberado, que queima a raiz do folículo piloso. Entretanto, os equipamentos mais modernos costumam ter uma ponteira que resfria a pele durante a aplicação, garantindo maior proteção e menos desconforto aos pacientes.

Aqui na GIOlaser usamos a tecnologia SHR (do inglês Super Hair Removal), que faz aplicações de movimentos contínuos com uma ponteira de safira resfriada e que emite pulsos de baixa potência ajustados a uma alta frequência de disparos por segundo. Isso faz com que o tratamento seja praticamente indolor, dispensando o uso de anestésicos.

Em quais partes do corpo posso aplicar a técnica?

Com exceção das áreas próximas aos olhos, o interior das orelhas e os órgãos genitais —  por questões de segurança dos pacientes —  todas as áreas do corpo podem ser tratadas com depilação a laser. Apenas os pelos brancos não são atingidos: por não terem melanina, o bulbo capilar não absorve o calor do laser.

No mais, a técnica pode ser aplicada para a remoção duradoura de pelos nas seguintes partes do corpo:

  • buço;
  • orelhas (parte externa);
  • nariz;
  • queixo (inclusive barba masculina);
  • nuca;
  • costas inteiras;
  • meia costas;
  • virilha;
  • região perianal;
  • axilas;
  • braços;
  • mãos e dedos;
  • peitoral (masculino e feminino);
  • abdômen;
  • glúteos;
  • linha alba (da virilha ao tórax);
  • perna inteira;
  • meia perna.

Quando é possível perceber os resultados?

Os efeitos podem ser notados logo após a primeira sessão, com o surgimento de falhas no crescimento dos pelos nas áreas tratadas. Já na segunda aplicação, eles estarão mais finos e claros. Depois de algumas sessões, é possível observar a eliminação de praticamente 100% dos pelos.

Geralmente, pessoas de peles claras e pelos grossos e escuros precisam de menos sessões para alcançar os resultados desejados. Isso porque o contraste entre a pele e os pelos é maior, o que ajuda o laser a atingir a raiz dos folículos pilosos com maior precisão. Além disso, as áreas que normalmente apresentam resultados mais rápidos são virilha, axila, pernas e barba, onde os pelos costumam ser mais espessos.

Para o tratamento completo de depilação a laser de diodo com ponteira de safira resfriada (método usado pela GIOlaser), são recomendadas de 6 (mulheres) a 8 (homens) sessões. 

Depilação a laser é definitiva?

Nenhum tipo de depilação a laser proporciona remoção definitiva dos pelos. Depois das aplicações iniciais e ao atingir os resultados desejados, podemos dizer que a pessoa  alcançou a eliminação duradoura dos pelos e entrou em fase de manutenção. Sessões adicionais são necessárias apenas no caso dos pelos voltarem a crescer e geralmente é preciso apenas 1 ou 2 aplicações anuais para manter os resultados obtidos.

Quais são os cuidados que devo ter durante o tratamento?

Evitar a exposição ao sol

A área a ser tratada não deve ser exposta ao sol por pelo menos 6 semanas antes e depois do término do tratamento. É recomendada a utilização diária de protetor solar, já que a exposição aos raios solares prejudica a eficiência do laser e pode causar manchas na pele.

Depilar a área com a lâmina de barbear

Um dia antes da primeira aplicação de depilação a laser, é recomendado que os pelos sejam aparados com lâmina de barbear. Qualquer pelo que esteja na superfície da área a ser tratada pode ser queimado pelo calor da luz, gerar lesões na pele e impossibilitar a eliminação eficaz dos pelos, deixando a haste dos fios intacta abaixo da pele.

Evitar outras técnicas de remoção de pelos

Fazer uso de métodos depilatórios que arranquem os pelos pela raiz, como depilação com cera ou eletrólise, prejudica o folículo capilar. Por isso, é recomendável que esses métodos sejam evitados por pelo menos 4 semanas antes do início do tratamento e durante todo o processo.

Com tantos avanços tecnológicos, a depilação a laser se tornou um procedimento altamente eficiente e democrático, com resultados visíveis logo após a primeira sessão. O método utilizado na GIOlaser é recomendado para todos os tons e tipos de pele e pode ser aplicado em quase todas as áreas do corpo de forma segura e praticamente indolor.

Ficou com dúvidas ou gostaria de saber mais sobre nossos preços e pacotes? Então, entre em contato com a gente agora mesmo e converse com um de nossos especialistas!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Agende sua avaliação