Banner

A pele é um órgão sensível e, quando sofre cortes profundos, gera o processo de cicatrização. Cada pessoa cria um tipo de cicatriz, que se relaciona diretamente com o tipo de ferimento ou corte.

Há, por exemplo, cicatrizes queloide, contratura, hipertrófica e as causadas por acne. Existem tratamentos estéticos específicos recomendados para cada tipo de cicatriz, mas é importante contar com uma clínica especializada antes de iniciar qualquer procedimento.

Acompanhe o texto a seguir, confira as características de cada tipo de cicatriz e entenda como os tratamentos de beleza são feitos!

Quais são os diferentes tipos de cicatriz?

O processo de reconstituição tecidual é natural e ocorre sempre que a pele sofre algum tipo de lesão ou ferimento. A recuperação do tecido depende de uma série de fatores, como hábitos alimentares, cuidados pós-operatórios e técnica utilizada no fechamento do corte.

Isso é ainda mais comum para as pessoas que passam por procedimentos cirúrgicos e estéticos, que visam melhorar algum aspecto do corpo. É indispensável seguir as recomendações médicas e conhecer o processo de cicatrização para entender como a recuperação funciona. 

Muitas vezes, o próprio organismo pode não responder muito bem à cicatrização. Em geral, o processo cicatricial é único para cada pessoa. A depender do tipo de cicatriz, a reconstituição pode ser mais lenta ou levar mais tempo para se estabilizar.

Portanto, qualquer ferimento que surgir na epiderme ou na derme pode resultar em uma cicatriz. Ela é formada por um tecido fibroso que se constitui na região da pele danificada. É importante ter em mente que a cicatrização é um processo vital para a cura da pele, mas há maneiras de amenizar sua aparência por meio de tratamentos estéticos.

Veja, a seguir, quais são os principais tipos de cicatriz e como cada uma delas se forma.

Hipertrófica

A cicatriz hipertrófica ocorre quando o corpo produz colágeno em quantidades excessivas, o que faz com que a cicatriz fique com uma textura mais elevada que a pele ao redor. Esse tipo é mais raro de ocorrer, uma vez que tem ligação com componentes hereditários.

Também é comum que a cicatriz hipertrófica apresente, além de alto-relevo na área, vermelhidão ou saliências na pele.

Queloide

A queloide é a cicatriz que cresce em um tamanho maior do que a lesão. O crescimento desregulado da cicatriz ocorre porque o corpo não para a produção de colágeno

Muitas vezes, a queloide está relacionada a fatores genéticos, assim como a cicatriz hipertrófica. No entanto, ela tem característica tumoral e pode causar dor, coceira, ardência e choques na pele.

Contratura

A cicatriz contratura geralmente paralisa o movimento natural da pele por conta da junção do tecido subjacente que ocorre no processo de cicatrização. As contraturas, portanto, surgem quando há uma grande quantidade de perda no tecido, como em casos de queimadura.

Esse tipo de cicatriz também pode se formar onde a região da ferida se junta com a articulação. Isso acaba causando maior limitação dos movimentos dos dedos, cotovelos, joelhos e pescoço. 

Quais são os tratamentos estéticos recomendados para cada tipo de cicatriz?

Os tratamentos voltados para amenizar a cicatrização variam de acordo com o tipo e o grau de cicatriz do paciente. Os procedimentos podem ser tópicos, minimamente invasivos ou mais avançados, quando há revisão cirúrgica por meio de técnicas avançadas de fechamento da região danificada. 

A cirurgia de correção da cicatriz tem o objetivo de minimizar a ferida, fazendo com que fique mais uniforme com o tom e a textura da pele ao redor. Apesar de os tratamentos proporcionarem resultados estéticos mais agradáveis, as cicatrizes não podem ser completamente eliminadas

O tipo de cicatriz que você tem vai determinar os métodos mais adequados para suavizar as marcas. Hoje, há uma série de tratamentos estéticos que melhoram significativamente a pele, até o ponto da cicatriz se tornar quase imperceptível. 

No entanto, cicatrizes mais extensas e profundas dificilmente desaparecerão. O laser, por exemplo, remove as camadas mais afetadas. A técnica esquenta a camada superficial da pele, a epiderme e a derme, o que contribui para a geração de camadas mais naturais de pele.

O peeling químico, da mesma forma, elimina a epiderme de maneira controlada, levando à esfoliação da região da cicatriz. O preenchimento é mais uma alternativa de procedimento, que utiliza o ácido hialurônico para deixar a cicatriz no mesmo nível da pele ao redor do ferimento. 

A cirurgia realmente só é indicada em casos mais graves, em que a cicatriz se torna mais larga e profunda. Os cirurgiões utilizam diversos métodos para tornar a cicatriz menos evidente no paciente, permitindo que a aparência melhore consideravelmente. 

Há procedimentos estéticos menos invasivos do que a realização de cirurgias. Eles podem reduzir a aparência de manchas, acnes, cicatrizes e outras lesões, trazendo resultados perceptíveis desde o início. As cicatrizes hipertróficas, por exemplo, têm uma excelente melhora quando tratadas esteticamente. 

Como iniciar o tratamento para cicatriz?

Para iniciar qualquer tipo de procedimento, é fundamental contar com uma clínica especializada, como a GiOlaser. Hoje, a empresa é reconhecida e tida como referência do segmento estético no Brasil, levando bem-estar e autoestima para as pessoas, com segurança, conforto, eficácia e acessibilidade. 

Desde 2013, a GiOlaser conta com unidades em diferentes cidades do país, oferecendo tratamentos estéticos de qualidade para quem mais precisa. Além de tudo, a GiOlaser utiliza as melhores e mais avançadas tecnologias, com o que há de mais moderno no mercado da estética.

Com o suporte de profissionais qualificados no assunto, você pode descobrir qual o melhor procedimento para o seu tipo específico de cicatriz. A clínica oferece todas as recomendações necessárias e pode auxiliar significativamente na melhora da aparência das marcas da sua pele. 

Agora que você já conhece cada tipo de cicatriz e suas características, deve ter notado que é importante se acostumar com a ideia de que não é possível remover as marcas por completo. Mesmo assim, os tratamentos estéticos atuais garantem uma restauração mais eficaz, sem a necessidade de ter que investir em cirurgias para contornar os danos na pele.

Aproveite a visita e entre em contato com a equipe da GiOlaser para conhecer todos os nossos procedimentos estéticos!


Dicas da GiO

Tipos de tratamento

Teste
Tratamentos Faciais

Indicados para prevenir ou combater consequências do envelhecimento cutâneo como, por exemplo, flacidez, rugas, linhas de expressão e mais...

Teste
Depilação a Laser

Acabe com os pelos indesejáveis pelo corpo inteiro. Mesmo os pelos mais grossos e rebeldes podem ser removidos em apenas algumas sessões.

Teste
Tratamentos Corporais

Não podemos nos esquecer de cuidar da nossa maior e mais importante ferramenta para cumprir as atividades do dia a dia: o nosso corpo.