5 nov 2020

10 alimentos que dão mais energia para malhar

27965      2

Que a alimentação influência no melhor desempenho do organismo, você já sabia. Mas, existem alguns alimentos que podem auxiliar no ganho de energia, além de reforçar o vigor físico na hora de desempenhar as atividades diárias. Descubra como ganhar disposição para executar sua rotina com mais saúde.

Saber o que comer para dar energia durante a malhação é importante para garantir disposição, recuperação rápida dos exercícios físicos aeróbicos, de força muscular, entre outros benefícios.

Que a alimentação influência no melhor desempenho do organismo, você já sabia. Entretanto, existem alguns alimentos que podem auxiliar no ganho de energia, além de reforçar o vigor físico na hora de desempenhar as atividades diárias.

Por isso é interessante descobrir como ganhar disposição para executar sua rotina com mais saúde, sem recorrer a suplementos sem comprovação científica ou indicados por pessoas leigas no assunto.

Então, se você costuma malhar, mas gostaria de ter mais disposição e ânimo para isso não é necessário se entupir de café ou outros estimulantes para se sentir revigorado. Alguns tipos de alimentos têm nutrientes e vitaminas que ajudam a melhorar a disposição.

Esses alimentos dão energia para malhar e também ajudam em outras atividades, como estudar e trabalhar. Se você está tentando manter a energia, é importante não pular nenhuma refeição e incluir esses itens, se possível, em todas as etapas da sua alimentação.

A fome colabora para que você apele para lanches industrializados e que não vão repor realmente a sua energia. Caso tenha fome entre as refeições, o ideal é priorizar pequenos lanches saudáveis para repor a energia lentamente até a hora de outra refeição.

Gostou de saber da existência desses alimentos? Quer saber o que comer para ajudar a malhar? Então, venha conferir conosco 10 alimentos que vão dar mais energia para seu exercício. Vamos lá!

1. Açaí

No Brasil, se encontram várias frutas e castanhas nativas com poder energético e que são fontes de muitas vitaminas e antioxidantes. O açaí é uma dessas frutas. Ele é nativo da Região Amazônica e é rico em vitaminas C, B1, B2 e também em antioxidantes. Essas suas características ajudam a manter o colesterol e a pressão arterial sob controle.

Esse é um alimento energético que pode ser consumido de várias formas. Ele é vendido in natura e também em forma de creme, que é a mais comum. Priorize o consumo desse alimento na sua forma natural, sem adição de conservantes ou açúcares nocivos ao seu organismo.

Não é incomum encontrar o açaí sendo vendido com adição de substâncias artificiais, por isso é preciso atenção ao rótulo dos produtos para verificar a incorporação de outros itens não saudáveis.

Para quem malha, uma ótima pedida é consumir o açaí em forma de barrinhas. No calor, um açaí em forma de creme gelado com frutas ou granola também vale como opção, desde que não se acrescente guloseimas nessa preparação.

2. Ovo

Pra quem não é adepto do veganismo ou não tem algum tipo de restrição, o ovo é uma opção perfeita para dar aquela energia antes de algum exercício. A clara do ovo é rica em albumina, que é uma proteína de fácil digestão e que colabora na formação e desenvolvimento de novos músculos e tecidos.

Além disso, o ovo pode ser digerido de diversas formas, não existe uma ideal. Ele pode ser mexido, cozido, pochê ou omelete. Isso vai depender da sua preferência. Aproveite para testar novas receitas com ele!

Além disso, o ovo funciona como uma liga para outras preparações rápidas e saudáveis como panquecas a base de farinha de aveia, amêndoas, castanhas, queijo cottage e outros ingredientes.

3. Banana

A banana é uma fruta incrível para quem não saber o que comer para dar energia rapidamente. Ela pode ser consumida antes de um treino sem qualquer tipo de problema. É um alimento que dá energia para malhar, por conter triptofano, que é um aminoácido precursor da serotonina. A serotonina é um neurotransmissor que controla e regula o sono, o humor e também previne distúrbios emocionais.

Além disso, a banana é rica em potássio. Quem tem níveis baixos de potássio costuma ter sintomas como câimbras, dores musculares e fadiga. As vitaminas B2, B6 e os carboidratos também estão presentes nessa fruta.

Caso você não queira consumir a fruta em sua forma original, há diversas opções de receitas e de produtos em que ela está presente. A banana pode ser misturada com iogurte e em cereais como aveia, linhaça e granola. Pode também ser utilizada em smoothies, barrinhas de cereais ou até sorvete. Tudo dependerá de qual forma você gosta mais.

4. Oleaginosas

As frutas oleaginosas são ricas em lipídios, proteínas e carboidratos. Suas características favorecem quem quer se manter disposto e com a energia elevada. Por terem concentração de gordura vegetal, o ideal é não exagerar no seu consumo. As oleaginosas podem ser nozes, avelãs, amêndoas e também tipos de castanhas.

Caso você queira consumir essas castanhas como suplemento energético e somente para isso, elas podem ser consumidas em sua forma natural sem nenhum problema. Não ultrapasse o consumo de uma palma de mão em forma de concha por dia. Essas oleaginosas também podem ser consumidas em barras energéticas ou como complemento para vitaminas ou smoothies.

Como essas frutas são de fácil consumo e não precisam de qualquer preparação, até mesmo quem não tem tempo pode carregar algumas consigo. Dessa forma, podem ser consumidas como snacks durante o dia ou antes de algum treino.

Procure saber o seu consumo preferencial bem como o limite recomendado por dia, assim você pode consumir oleaginosas de forma segura tanto em uma vitamina ou barra de cereais, se assim preferir.

5. Batata-doce

Atualmente, a batata-doce é uma tendência de alimento para quem treina. Um dos fatores que colaboram para que isso aconteça é o seu índice glicêmico (IG). Comparada com a batata-inglesa, ela apresenta índice glicêmico bem menor, e isso é um fator-chave para quem quer consumi-la em qualquer horário do dia.

Quanto menor o índice glicêmico de um alimento, mais lentamente ele é absorvido e, dessa forma, causa menos picos de glicemia. Além disso, a batata-doce é um carboidrato rico em cálcio, potássio, ferro e vitaminas B e A. Todas essas características ajudam a manter a disposição antes e depois de treinar.

Além disso, há diversas formas de preparar batata-doce. Ela pode ser assada, cozida e também transformada em purê, sopa ou picadinho. Se desejar aumentar a propriedade funcional desse alimento, é interessante acrescentar especiarias como curry, alecrim e açafrão na sua preparação.

6. Água de coco

Além de ser abundante no Brasil, também pode ser consumida a qualquer momento. A água de coco é ótima para a hidratação das células e também ajuda no ganho de peso. Os seus carboidratos auxiliam quem quer energia muscular durante o treino. Como adicional, é muito saborosa e pode ser consumida durante os treinos sem qualquer problema.

A água de coco também ajuda no combate à retenção de líquidos, já que deixa o organismo hidratado. Caso não queira consumir a água de coco sozinha, ela pode ser adicionada a sucos naturais e também a diversos tipos de alimentos. Para quem quer algo refrescante, é possível fazer ou comprar sorvete à base de água de coco.

Vale lembrar que a água de coco natural é sempre a mais recomendada, porém na correria do cotidiano e como não é possível conseguir facilmente nesta forma, algumas preparações industrializadas são indicadas, desde que você leia a quantidade de compostos químicos que foram adicionados.

7. Abacate

O abacate caiu no gosto do brasileiro, principalmente quando precisa saber o que comer para dar energia e ficar saciada. Essa fruta pode ser usada tanto em preparações doces quanto salgadas, além de ser viável seu congelamento com algumas gotas de limão.

Assim, uma vitamina de abacate com cacau é uma ótima pedida para um pré treino, e um guacamole temperado com ervas tem seu lugar como uma excelente salada para o almoço ou jantar.

Como o abacate é uma fruta grande para ser consumida imediatamente, muitas pessoas preferem o avocado, que é menor e levemente mais doce, além de ter menos fibras em sua composição.

8. Chocolate amargo

Os benefícios do chocolate amargo, aquele com alto teor de cacau, são expressivos para quem nãos sabe o que comer para dar energia. Pequenas barrinhas são suficientes para ajudar na malhação.

Devido a essa grande onda com o chocolate amargo, a indústria alimentícia fitness já elaborou pequenas porções de chocolate amargo associado a frutas vermelhas, oleaginosas que melhoram o paladar e intensificam a saciedade.

Contudo, para obter os benefícios do chocolate amargo na malhação é fundamental escolher aqueles com pelo menos 70 % de cacau e menor quantidade de açúcares, caso contrário será apenas uma guloseima que deve ser evitada.

9. Guaraná

Disponível na forma de pó para mistura em outros preparados ou em fórmulas prontas para degustação, o guaraná é uma das substâncias que mais causam excitabilidade e disposição para malhar.

No entanto, seu uso deve ser moderado, pois em quantidades excessivas, esse composto causa insônia, irritabilidade e dificuldade de concentração, fatores não desejados no uso cotidiano.

Sendo assim, é recomendado de 1 a 4 colheres de café de pós de guaraná por dia, de preferência uma hora antes do treino para facilitar a absorção e intensificar a disposição para o exercício.

10. Iogurte

Fonte de proteínas, minerais e outros nutrientes conforme a formulação, o iogurte também é uma das opções quanto se tem dúvidas do que comer para dar energia antes ou depois do treino.

Quando se opta por consumir no pré-treino é interessante incluir frutas picadas, castanhas, açucares saudáveis, que ajudarão a complementar o valor nutricional, desde que consumido 1 hora antes da malhação.

No entanto, alguns preferem degustar desse produto após o treino, e nesse caso é preciso incorporar outros ingredientes para ajudar na reposição muscular, tais como geleias, quinoa e mel. O recomendado é que se consuma imediatamente após o treino ou em até 30 minutos.

Saber o que comer para malhar é uma estratégia importante para conseguir bons resultados e melhorar o autocuidado. Por isso, todos os alimentos que citamos são excelentes opções para quem quer manter a saúde e a energia para malhar.

Sendo assim, eles podem ser preparados de diversas formas e de acordo com a necessidade e preferência de cada um. Também é interessante agregar à malhação tratamentos que visam melhorar o tônus muscular como o power shape e a massagem modeladora.

Vale lembrar que o ideal é buscar a assistência de um nutricionista, o especialista que poderá montar um cardápio de acordo com o seu perfil. Cada rotina necessita de um cuidado especial e, por isso, é fundamental um acompanhamento.

Gostou das nossas dicas sobre o que comer para dar energia? Tem alguma dúvida? Então, faça um comentário dizendo o que achou. Vamos adorar saber a sua opinião!

2 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Agende sua avaliação