16 jul 2020

Toxina botulínica ou preenchimento facial: qual o mais indicado?

1091      0

A dúvida sobre escolher entre um procedimento com toxina botulínica ou preenchimento facial é uma das mais comuns em pacientes que desejam dar mais volume aos lábios ou disfarçar linhas de expressões. Algumas pessoas também acreditam que se trata da mesma técnica, porém há diferenças importantes. Os pacientes devem buscar entender sobre os tratamentos estéticos […]

A dúvida sobre escolher entre um procedimento com toxina botulínica ou preenchimento facial é uma das mais comuns em pacientes que desejam dar mais volume aos lábios ou disfarçar linhas de expressões. Algumas pessoas também acreditam que se trata da mesma técnica, porém há diferenças importantes.

Os pacientes devem buscar entender sobre os tratamentos estéticos que pretendem realizar, os objetivos de cada um, os produtos, as técnicas utilizadas e as contraindicações. Muitos efeitos e resultados insatisfatórios podem ser evitados com informação.

Nós sempre recebemos muitas dúvidas sobre se a toxina botulínica e o preenchimento facial são a mesma coisa ou sobre qual é melhor. Por isso, decidimos explicar neste post. Acompanhe e entenda qual é o mais indicado para cada caso!

O que é toxina botulínica?

A toxina botulínica é uma proteína produzida por uma bactéria, a Clostridium botulinum. Quando injetada, ela bloqueia os sinais nervosos dos músculos, causando uma paralisia na região. Por isso, deve ser administrada em pequenas e controladas doses.

Por bloquear a musculatura, ela reduz as linhas de expressão na região aplicada. No entanto, o seu efeito não é imediato, começando a aparecer por volta de sete a 14 dias após a aplicação. O tratamento com a toxina botulínica pode ter duração de três a seis meses, dependendo da região do procedimento e do organismo do paciente. Esse efeito começa a desaparecer gradativamente.

Com aplicações regulares e em intervalos controlados, os músculos começam a enfraquecer, e isso torna o efeito mais prolongado. Esse procedimento estético pode ser utilizado tanto para rugas profundas quanto para minimizar linhas de expressão em diversas áreas do rosto, como dos olhos, da testa, em torno da boca e entre as sobrancelhas.

Agora, entenda se o efeito que você deseja é alcançado pela toxina botulínica ou pelo preenchimento facial.

Como funciona o preenchimento facial?

O preenchimento facial é um procedimento estético feito com ácido hialurônico, que é uma substância naturalmente produzida pelo nosso corpo. Ele tem ações estimulantes de colágeno e hidratantes. Apesar de estar presente no nosso organismo, com o passar dos anos, a sua concentração diminui. Por isso, é feito esse preenchimento como forma de reposição.

O seu efeito consiste em ocupar os espaços entre as células, que são os causadores das linhas de expressões e rugas. Além disso, mantém a pele lisa e com aspecto de firmeza, pois o ácido hialurônico retém água.

A realização do preenchimento facial é bem rápida e pode ser feita em ambulatório, desde que por um profissional. A aplicação é feita por uma agulha, e é modelado com a ponta dos dedos, para evitar assimetria ou que ele se espalhe para outras áreas. Normalmente, ele é aplicado no lábio superior para dar mais volume e no entorno da boca, mas também pode ser injetado na região dos olhos, na testa e no famoso bigode chinês.

A área costuma ficar inchada por, em média, 48 horas após a aplicação, mas isso é normal. Já os resultados são percebidos em poucos dias e totalmente aparentes em cerca de três semanas. O efeito pode durar até um ano, mas pode variar conforme as características do procedimento, como quantidade, área aplicada e, até mesmo, organismo do paciente.

Toxina botulínica ou preenchimento facial: quais são as diferenças?

Os dois tratamentos faciais são totalmente diferentes. A toxina botulínica é uma substância, não uma técnica. Já o preenchimento facial é um procedimento que utiliza o ácido hialurônico. A outra diferença está no efeito. Essa toxina paralisa a região e impede que o músculo se contraia e forme linhas de expressão, enquanto o preenchimento dá volume e firmeza à área tratada.

Normalmente, a toxina botulínica é indicada para pessoas que têm rugas dinâmicas. Essas são aquelas que aparecem com o movimento, como sorrir ou franzir a testa. Já o preenchimento com ácido hialurônico é mais utilizado em pacientes com rugas profundas e que precisam repor volume.

Quais são as principais contraindicações de cada um?

Agora que já sabe que os procedimentos com toxina botulínica ou preenchimento facial são diferentes, é preciso entender as suas contraindicações e os seus riscos. O ácido hialurônico, por ser um ativo natural do nosso organismo, é muito seguro e raramente terá alguma reação indesejada. Porém, em alguns casos, a sua aplicação não é indicada, como:

  • pessoas com distúrbios de coagulação do sangue;
  • pacientes com inflamações ou feridas na pele;
  • pacientes com implante permanente na região a ser aplicada.
  • Neoplasias

A toxina botulínica, por não ser natural do nosso corpo, merece um pouco mais de atenção. Porém, se aplicada por profissionais, é um procedimento seguro. As contraindicações de aplicação dessa substância são para:

  • grávidas ou mulheres que estejam amamentando;
  • portadores de doenças autoimunes;
  • pessoas que tenham usado aspirina ou anti-inflamatório até quatro semanas antes do procedimento;
  • problemas com a coagulação do sangue;

Além disso, aconselha-se que esses procedimentos sejam aplicados em pacientes a partir dos 25 anos de idade. Já o intervalo entre uma aplicação e outra deve ser avaliado pelo profissional. Por via de regra, o prazo mínimo é de três meses.

Quais são os riscos dos procedimentos inadequados?

Infelizmente, ainda há pessoas que não buscam por profissionais qualificados e liberados a fazerem esse tipo de procedimento. Essa errada escolha pode causar problemas irreversíveis, como:

  • infecções;
  • necrose;
  • sudorese excessiva;
  • hematomas;
  • efeitos indesejados.
  • perfuração de vasos sanguíneos;
  • dores constantes.
  • sangramentos locais.

Os profissionais que podem fazer esses dois tipos de procedimentos são os biomédicos, dentistas, médicos que tenham qualificação para aplicar a toxina botulínica ou o preenchimento facial.

Além disso, sempre se certifique de que todos os equipamentos são descartáveis e que você tenha um retorno para que o profissional acompanhe os resultados. Também não queria buscar pelo procedimento mais barato, pois isso pode sair caro para a sua saúde. Busque sempre por clínicas estéticas confiáveis e liberadas a fazerem esse tipo de procedimento.

Os procedimentos estéticos podem, sim, resolver e evitar as rugas e as linhas de expressão que o incomoda. Entretanto, sempre que for fazer a aplicação da toxina botulínica ou do preenchimento facial, conte com profissionais especializados e que tenham a estrutura adequada para as aplicações.

Aproveite para assinar a nossa newsletter e receba conteúdos exclusivos e dicas no seu e-mail!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Agende sua avaliação